Topo

Castelo de Almourol

O Castelo de Almourol, equipado com 10 torres, é surpreendentemente empoleirado numa pequena ilha. Localizado no meio do rio Tejo, a cerca de 5 km da Vila Nova da Barquinha e Constância, no distrito de Santarém.

 

É um local que vale a pena visitar! Principalmente se tiver filhos, as crianças vão adorar visitar este lugar mágico onde é tão fácil deixar-nos levar pela imaginação e sonhar com batalhas, lendas e romances passados!

 

 

Situado numa pequena ilha escarpada, no curso médio do rio Tejo, o Castelo de Almourol é um dos monumentos militares medievais mais emblemáticos e cenográficos da Reconquista, sendo, simultaneamente, um dos que melhor evoca a memória dos Templários no nosso país.

A sua história relembra a Reconquista do território durante a Idade Média. Quando aqui chegaram os cristãos em 1129, o castelo já existia sob o nome de Almorolan, tendo sido então incluído nas terras entregues à guarda dos Templários, sob as ordens de Gualdim Pais. Segundo uma inscrição existente na entrada, as obras de reconstrução datam de 1171.

Vítima do terramoto de 1755, a estrutura foi danificada, vindo a sofrer mais alterações durante o romantismo do século XIX.

O castelo foi entregue ao Exército português na segunda metade do século XIX, sob a responsabilidade do comandante da Escola Prática de Engenharia de Tancos, a que está afecto até aos nossos dias.

No século XX foi classificado como Monumento Nacional de Portugal. À época do Estado Novo português o conjunto foi adaptado para Residência Oficial da República Portuguesa, aqui tendo lugar alguns importantes eventos oficiais. Para esse fim, novas intervenções foram promovidas nas décadas de 1940 e de 1950.

No início de Junho de 2006 foram inaugurados dois novos cais para embarcações turísticas: um na margem direita do rio Tejo e outro na zona Sul da ilha.

Em Setembro de 2013, iniciaram-se os trabalhos de beneficiação das muralhas e intervenção na torre de menagem do Castelo de Almourol para criar um espaço museológico.

 

 

 

 

 

Visitas

 

É muito fácil apanhar o barco e não precisa de reserva.

No ponto vermelho há um cais onde passa uma embarcação com capacidade para 20 pessoas constantemente.

O preço é de 4€ por pessoa ( também inclui entrada no Centro de Interpretação Templário de Almourol).

 

 

Abertura:
1 de maio a 30 de setembro: todos os dias
De 1 de outubro de 30 de abril (encerra à 2.ª feira)
Horário:
1 de novembro a 31 de janeiro:
10h às 13h (última passagem para o Castelo às 12h20)
14h30 às 17h00 (última passagem para o Castelo às 16h40)
Fevereiro: 10h às 13h – 14h30 às 17h30
1 de março a 31 de outubro:
10h às 13h (última passagem para o Castelo às 12h20)
14h30 às 19h30 (última passagem para o Castelo às 18h50)

O Viajante

Não sou jornalista e muito menos escritor, sou curioso e gosto de partilhar as minhas experiências. Este é o local ideal de partilha de um casal curioso, que adora viajar, para perto ou longe, o que interessa é ir!

Sem Comentários

Deixe o seu comentário

1 + 7 =